Editorial (Edição 2)

avesayaka

 

A gestão de resíduos no Brasil, na contramão de importantes avanços conquistados nos últimos anos, continua seguindo a passos lentos e, vez ou outra, sofre grandes retrocessos. Talvez o melhor exemplo seja a recente discussão da prorrogação dos prazos previstos pela PNRS para a implantação de sistemas de destinação adequada dos resíduos e rejeitos, tema explorado nesta edição pelo diretor-presidente da Abrelpe, Carlos RV Silva Filho.

A cada dia somos bombardeados por novas resoluções, e por isso precisamos estar constantemente refletindo, discutindo e argumentando sobre os prós e os contras de um mercado tão dinâmico e fundamental para a sociedade. Esse é justamente um dos papéis da Revista ARes, que nesta segunda edição aborda temas cruciais como a importância das PPPs (Parcerias Público-Privadas), mostrando-se uma solução viável financeiramente para a gestão de resíduos, e também o cenário das energias renováveis no Brasil, buscando entender como o reaproveitamento de determinados resíduos pode ajudar no desenvolvimento desse setor.

O lançamento da primeira edição da ARes, na mesma medida em que nos trouxe um retorno muito positivo dos leitores e do mercado, a quem agradecemos pelas inúmeras mensagens elogiosas, depositou sobre nós a responsabilidade de manter o nível de excelência da publicação, gerando conteúdo qualificado e dirigido a um público ávido por informação. Por isso, aproveitamos para anunciar, com grande satisfação, que a revista passa a ser bimestral a partir desta segunda edição, e gentilmente solicitamos sua participação na construção da ARes: escreva para nós, mande suas sugestões. Queremos e precisamos da sua opinião.
Grappa Marketing Editorial

ares@grappa.com.br

 

(Imagem – Sayaka Ganz)